Notícias

AgroBrasília 2022: pesquisadores levam novidades sobre a meliponicultura e piscicultura

             Uma das abelhas sem ferrão nativas do Cerrado brasileiro com a maior capacidade de produção de mel, podendo produzir 10 kg de mel/colônia/ano, a Uruçu-Amarela (Melipona rufiventris,) está na lista das polinizadoras que correm risco de extinção. A importância desse inseto polinizador para este bioma e para a economia dos pequenos e médios produtores da região é um dos motivos de a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília-DF) levar este tema para a AgroBrasília2022, entre os dias 17 e 21 de maio. 

 

   Com os dados mais recentes sobre a  Uruçu-Amarela (foto), os pesquisadores da Embrapa e instituições parceiras contam com a participação dos meliponicultores no projeto liderado pela pesquisadora Débora Pires (avaliação da diversidade genética da abelha nativa Uruçu-Amarela do Cerrado e do risco da movimentação antropogênica dos ninhos), que tem como objetivo evitar o desaparecimento dessa espécie. A Unidade também vai disponibilizar informações sobre a criação de abelhas sem ferrão em cultivos protegidos.

   

 Outro atividade que será destacada pela equipe da Embrapa Recursos Genéticos   e Biotecnologia é a piscicultura, com a mais recente solução tecnológica da   Plataforma AquaPlus, o teste genômico TilaPlus.

  A ferramenta TilaPlus é útil para a análises de paternidade, parentesco,   identificação individual e variabilidade genética para a tilápia (Oreochromis   niticus). 

   Confira mais detalhes sobre as tecnologias que vão para a AgroBrasília 2022  no podcast Café com Ciência, disponível nos links  abaixo

    TilaPlus 

    Pesquisadores e meliponicultores trabalham juntos para salvar Uruçu-Amarela da extinção

SERVIÇO 

Evento: AgroBrasília 2022 

Quando: de 17 a 21 de maio 2022 

Onde: Parque Tecnológico Ivaldo Cenci 

     

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *